A REGIÃO QUE MAIS CRESCE NO BRASIL! saiba o que está acontecendo em seu estado:
Início / Destaque Geral / Jataí: Prefeito reúne com imprensa
luz-prefeito

Jataí: Prefeito reúne com imprensa

O prefeito de Jataí, Vinícius Luz (PSDB), convocou a imprensa local para um bate papo e aproveitou para fazer um balanço dos seus primeiros cinqüenta dias de governo. Ele reclamou das dificuldades financeiras que está enfrentando nesse início de mandato, principalmente por causa das dívidas herdadas da gestão passada que estão o impedindo de realizar seu projeto administrativo, mesmo assim está otimista porque acredita que essa situação é passageira e, em breve tudo se normalizará.

De acordo com ele, o setor mais problemático da Prefeitura de Jataí hoje é a saúde por causa das dívidas herdadas da administração passada de R$ 8.390.000,00 com fornecedores e mais R$ 11 milhões ao Jataí Previ, além das obras de ampliação do Hospital das Clínicas, antigo Centro Médico que estão consumindo muito dinheiro. A situação só não está pior porque encontrou em caixa um saldo bancário de 9.632.000,00, porém esse dinheiro é carimbado e só pode ser usado para aonde foi designado.

Segundo ele, só com fornecedores que estão sem receber desde o meio do ano passado, as dívidas são mais de R$ 5 milhões. Para o custeio da UTI, as dívidas são de R$ 2.300.000,00 que o Governo do Estado deixou de repassar o ano passado ao Fundo Municipal de Saúde. “Mas o governador e o Secretário de Saúde do Estado, me prometeram liberar uma parcela nos próximos dias.

Mas o débito herdado da administração passada soma mais de R$ 11 milhões. Além dessas dívidas, o prefeito Vinícius Luz contou que existe um passivo também que está tirando o seu sono porque dezenas de veículos, máquinas, equipamentos e caminhões, que representam mais de 70% da frota de veículos, estão parados na oficina da Prefeitura por falta de recursos para serem reformados causando um enorme prejuízo aos cofres do município.

“Para colocar todos esses veículos em funcionamento, precisaríamos injetar mais de R$ 1 milhão”, declarou.

Educação

O prefeito reclamou dos prejuízos que o município sofreu do Fundef de mais de R$ 500 mil, com a transferência da 2ª Fase do Ensino Fundamental ao Estado. Ele declarou também dos altos gastos com o Transporte Escolar que o obrigou a tomar algumas medidas duras para reduzir despesas. “Durante a investigação sobre esses altos gastos, descobrimos muitas irregularidades que estavam ocorrendo na administração anterior. Por exemplo, existiam linhas que estavam recebendo sem fazer o transporte, linhas sendo pagas sem transportar nenhum aluno, linhas cobrando R$ 5.040,00 por aluno, linhas cobrando R$ 2 mil por aluno e linha recebendo mais de R$ 3 mil por aluno. Um absurdo que estava ocorrendo no Transporte Escolar que nos obrigou a tomar medidas duras para reduzir esses valores.

O Transporte Escolar do município estava custando mais de R$ 1 milhão mensais ao município. “Havia muitas irregularidades que tivemos de denunciar ao Ministério Público para tomar as devidas providências para suspender essas linhas que funcionavam irregularmente”, disse.

O chefe do executivo municipal disse que na educação existiam muitas salas de aulas de CMEIs fechadas, mas hoje isso não existe mais. Apesar das dificuldades financeiras, além de não poder dispensar, a Prefeitura ainda teve que contratar mais professores, merendeiras, zeladoras e agente educativo. “Isso fez aumentar as despesas na educação, mas como o nosso compromisso era garantir o acesso das crianças às Creches, vamos ter de arcar com essas despesas”, explicou.

Comissionados

O prefeito comentou que a Prefeitura de Jataí tinha um número muito grande de funcionários comissionados atuando irregularmente. Esses cargos deveriam estar sendo ocupados por funcionários efetivos e não comissionados. Segundo ele, haviam 300 professores ocupando cargos comissionados, vários vigilantes e diversos na limpeza pública. Ele até tentou diminuir esses cargos comissionados, mas esbarrou numa situação difícil porque não pode tirar professores da sala de aula, nem pessoal que faz limpeza pública da cidade e vigilantes dos prédios públicos.

No entanto, uma equipe foi nomeada para elaborar uma Reforma Administrativa que está tomando todas as providências para extinguir a maioria desses cargos e preparar uma Seletiva Simplificada para preenchimento dos cargos até que o Concurso Público seja realizado. “Apesar da nossa luta para reduzir despesas, vamos ter que encontrar outros meios para equalizar a despesa porque não podendo dispensar esses funcionários que estão atuando irregularmente, as despesas continuam altas. Segundo o prefeito, o ano passado o déficit orçamentário foi de R$ 30 milhões e este ano, está previsto R$ 50 milhões. Essa é a realidade do município”, desabafou.

Obras

Sobre as obras, ele declarou que existem muitas obras em andamento sendo construídas em parceria com o governo federal que tem a contrapartida do município. Mesmo com poucos recursos, as obras não vão parar. “Algumas estão paradas porque as empreiteiras abandonaram, mas já estamos providenciando novas Licitações para continuar essas obras porque existe muito dinheiro sendo desperdiçado, inclusive, a principal delas, o Centro Médico, que pretendemos inaugurá-lo no aniversário da cidade deste ano”, finalizou.

Sobre Portal Centroeste

Desde 1999, junto ao cidadão onde ele estiver.

Checar Também

Jose Carapo - Face

Carapô requer contratação de empresa fornecedora de produtos hospitalares

O vereador José Prado Carapô requereu à administração municipal a contratação urgente de empresa fornecedora ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>