Advogado é preso suspeito de ir até a casa de amigo e matar cachorro a tiros, em Iporá

Um advogado foi preso suspeito de matar um cachorro a tiros, em Iporá, região oeste de Goiás. Ele é amigo da família, segundo o dono do cachorro, e disse à polícia que fez isso porque o animal mordeu a mão dele. A Polícia Civil investiga o caso.

A Polícia Militar informou que o suspeito tem o registro da arma, mas não possui autorização para andar armado.

A reportagem pediu um posicionamento da Ordem dos Advogados em Goiás (OAB-GO), por e-mail às 7h21, e aguarda retorno.

O “Boiadeiro” era o animal de estimação de um jovem, que preferiu não se identificar. Ele relata que antes do crime o homem chegou à sua casa “bêbado”, atravessou a rua cambaleando, mostrando a pistola na cintura, e perguntou pelo pai dele, que estava viajando. O homem então entrou no carro e foi embora.

“Eu entrei no meu carro e fui comer também. Quando cheguei em casa, meu irmão me contou e já me deparei com meu cachorro no chão, daquele jeito”, lamentou o jovem.

O suspeito alegou que matou o cachorro porque o animal mordeu a mão dele horas antes, mas o jovem não acredita nesta versão porque, segundo ele, o cão estava preso e não saía de casa.

“Espero que ele fique preso e pague pelo que fez. Nada vai trazer o cachorro de volta, mas ele tem que pagar”, clamou o rapaz.

Fonte:G1

Check Also

Para metade dos brasileiros o Brasil está indo na direção errada; veja números da pesquisa

Uma pesquisa recente realizada pelo instituto Genial/Quaest revelou que metade dos brasileiros acredita que o …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *