Bolsonaro é condenado pelo TSE por associar Lula ao PCC

Foto: Roque de Sá/Agência Senado

Na tarde desta quinta-feira (08), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) condenou o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) a pagar R$ 15 mil de multa por entender que ele divulgou informações que associavam Lula (PT) ao PCC nas eleições de 2022.

A Suprema Corte também determinou a imediata remoção do conteúdo. Ainda cabe recurso.

A representação contra Bolsonaro foi movida pela coligação Brasil da Esperança, que elegeu Lula em 2022.

O documento pede a condenação do então candidato Jair Bolsonaro por “propaganda irregular” na campanha eleitoral.

A decisão do então ministro relator Benedito Gonçalves pela aplicação de multa de R$ 15 mil e remoção do conteúdo foi apresentada em novembro do ano passado, mas o julgamento foi suspenso devido a um pedido de vista de Raul Araújo.

A análise da ação foi retomada pelo TSE nesta quinta-feira (08). Acompanharam integralmente o voto do relator: Alexandre de Moraes, Cármen Lúcia e André Ramos Tavares.

Maria Cláudia Bucchianeri, ministra que também não está mais no TSE, acompanhou apenas no que se refere à multa, mas considerou que houve perda do objeto em relação a remoção do conteúdo.

Já os ministros Kassio Nunes Marques e Raul Araújo consideraram a ação improcedente.

Gazeta Brasil

Check Also

Homem é preso com duas tornozeleiras, caso chama a atenção e viraliza na web

Na manhã desta terça-feira (27/2), a Polícia Civil do Maranhão (PCMA) deteve um indivíduo de …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *