Início » Notícias » Bolsonaro ultrapassa Trump e é o líder mundial mais ativo no Facebook

Bolsonaro ultrapassa Trump e é o líder mundial mais ativo no Facebook

Foram 145 milhões de interações na rede social nos últimos 12 meses, quase o dobro do número registrado pelo presidente norte-americano
Desde que assumiu a presidência do país, Jair Bolsonaro tem se notabilizado pela constante atividade nas redes sociais, seja com as lives, os anúncios de ações e planos de governo, ou até mesmo com as postagens mais polêmicas. Agora, essa participação virtual foi oficialmente reconhecida: uma pesquisa aponta que o presidente do Brasil é o líder de uma nação mais ativo no Facebook.

O estudo foi realizado pela agência de comunicação Burson Cohn & Wolfe (BCW) e reuniu dados de cerca de mil páginas. No Facebook, Bolsonaro disparou na liderança, registrando 145 milhões de interações (reações, comentários e compartilhamentos) nos últimos 12 meses. As demais redes sociais, como Twitter e Instagram, serão consideradas somente em análises posteriores.

No quesito popularidade, porém, o líder brasileiro ainda segue bem atrás. O primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, está no topo do ranking, com 43,5 milhões de seguidores. Ele é seguido do líder norte-americano, Donald Trump, que registra mais de 23 milhões de “curtidas” na página pessoal. Ainda assim, o presidente dos EUA conta com “apenas” 84 milhões de interações, quase a metade do que Bolsonaro alcançou com 9,5 milhões de seguidores.

Entre os líderes latino-americanos, o presidente brasileiro também lidera com imensa folga. O mais popular depois de Bolsonaro é o mexicano Andres Manuel López Obrador, com 5,6 milhões de seguidores. Ele é acompanhado de perto pelo colega argentino Mauricio Macri, com 4,4 milhões.

A pesquisa também notou um aumento no uso de posts impulsionados pelos governantes, uma tendência frente à nova política de algoritmos do Facebook, que fez os líderes perderem 32,3% em interações em relação a 2016. Donald Trump puxa a fila dos clientes do Facebook: desde a criação de sua conta, ele pagou por mais de 50 mil anúncios. Mas Trump não é o único: a primeira-ministra britânica Theresa May, por exemplo, fez isso com 74 publicações desde dezembro, com o objetivo de promover suas propostas para o Brexit.

Ao todo, a BCW analisou a atividade de 962 páginas de chefes de estado e de governo no Facebook. Até o dia 1º de março de 2019, elas combinavam um total de 345 milhões de seguidores e 450 mil postagens nos últimos 12 meses. No total, foram registradas 767 milhões de interações.

Fonte: BCW Global

Veja Também

Duas mulheres são presas com veiculo carregado com pasta base de cocaína em Jataí

Na noite dessa quarta (17), equipes da CPE realizavam patrulhamento pela GO 184, quando abordaram …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *