Início » Destaque Geral » Cicatrizes de queimaduras: conheça os principais tratamentos
Crédito da imagem: healthline.com

Cicatrizes de queimaduras: conheça os principais tratamentos

Saiba quais são os melhores tratamentos para cicatrizes de queimaduras e tire suas principais dúvidas sobre o tema.

As cicatrizes são as campeãs de incômodo estético dos pacientes, e para piorar a situação, muitas tendem a ser eternas.

Além de doloridas, as lesões causadas por queimaduras deixam cicatrizes desagradáveis e que podem comprometer a qualidade de vida da pessoa – agindo à nível funcional.

Apesar disso, existem tratamentos que podem minimizar o aspecto indesejado de cicatrizes de queimaduras e promover o bem-estar.

Pronta para saber mais sobre o assunto? Continue sua leitura até o final!

Entendendo mais sobre as queimaduras

Quando pensamos em queimaduras, imaginamos um machucado envolvendo o fogo, não é mesmo?

Mas na verdade, a queimadura é considerada como qualquer tipo de lesão no tecido que seja provocada não só por estímulos térmicos, como o fogo, mas também pelos elétricos e químicos.
Além da dor que causam, as queimaduras tem como agravante principal as suas cicatrizes.
Dependendo do tipo de queimadura (seja ela de 1º, 2º, ou 3º grau), encontramos uma série de tratamentos indicados. Mas infelizmente, a maioria deles não envolvem a remoção completa da cicatriz, se tratando apenas de um “disfarce”.

Tratamentos para cicatrizes de queimaduras
O tratamento para as cicatrizes provenientes de queimaduras irá depender da gravidade da lesão e de sua extensão.

Queimaduras de 1º grau:
Exemplo desse tipo de queimadura: queimadura leve causada pelo sol.
Considerado o tipo de lesão menos agravante, as queimaduras de primeiro grau são tratadas de maneira tópica – seja pelo uso de óleos ou pomadas corticoides.
Esses produtos são aplicados diretamente na pele inflamada, disfarçando a cicatriz e minimizando o desconforto inflamatório.

Queimaduras de 2º grau:
Exemplo desse tipo de queimadura: queimadura causada por líquidos em alta temperatura.
Por serem queimaduras mais graves que as de primeiro grau, essas lesões são tratadas através de laserterapia.
Nessa técnica, é utilizada uma luz pulsada para retirar o excesso tecidual, minimizando o elevado relevo da cicatriz e tentando uniformizar ao máximo a pele.

Queimaduras de 3º grau:
Exemplo desse tipo de queimadura: queimadura gerada por graves choques elétricos.
Considerada as cicatrizes de queimaduras mais graves, tais lesões só são tratadas de maneira efetiva por meio de cirurgia plástica.
A ideia central visa melhorar o aspecto da pele afetada através da retirada das cicatrizes e substituição por enxertos do próprio paciente.

Como o colágeno pode ajudar?
Apesar dos tratamentos envolverem substâncias tópicas, técnicas e até mesmo cirurgia plástica, a alimentação pode ser uma grande aliada para minimizar as cicatrizes.
Assim, um cardápio rico em colágeno pode ajudar bastante, tendo como indicação:
Gelatina;
Frango;
Frutas cítricas.
A grande importância do colágeno é melhorar a aparência da pele, deixando-a mais elástica e bem estruturada. Além disso, ele tende a deixar o tecido menos enrugado e com aspecto mais agradável.

Outros tratamentos para cicatriz de queimadura

Malhas compressivas
As malhas compressivas são um tanto quanto desconfortáveis, pois exercem uma grande pressão local.
Mas seu uso acaba sendo excelente para deixar a cicatriz mais baixa e evitar o desenvolvimento dos temidos queloides – sendo utilizadas no primeiro ano após o ocorrido.

Injeção medicamentosa
Aplicar corticoides injetáveis diretamente sobre a queimadura é uma técnica que combate o desenvolvimento de complicações cicatriciais, como a cicatriz hipertrófica.
É comum que os medicamentos inibam a atividade de células que produzem colágeno na região, os fibroblastos, impedindo inflamações e problemáticas relacionadas com a cicatriz.

Cirurgias plásticas
Queimaduras mais profundas ou que abordam grandes extensões de tecido podem contar com cirurgias. Na maioria dos casos, esses procedimentos não visam somente a parte estética, mas também a funcionalidade da região.
Existem vários métodos que podem ser abordados, utilizando tanto a própria pele do paciente como de doadores – e tudo irá depender da análise do quadro por um cirurgião plástico especializado.

Terapia por indução de colágeno
Embora os estudos dessa técnica ainda estejam em andamento (porque os resultados podem ser notados apenas com o decorrer dos anos), ela se mostrou bastante útil para melhorar a qualidade geral da cicatriz em um curto período de tempo.

Como fica a cicatriz após o tratamento?
A recuperação estética e funcional da região irá depender bastante do nível de queimadura, sua extensão e a resposta biológica do paciente.
Em geral, as marcas não são 100% retiradas, mas costumam ficar bem menos salientes, deixando a pele mais agradável.

Como cuidar de cicatrizes
Uma vez instalada, uma cicatriz merece cuidados especiais, evitando maiores complicações ou um aspecto indesejado. Por isso, siga algumas dicas para cuidar de suas cicatrizes.
Jamais deixe sua cicatriz exposta ao sol sem proteção
Cicatrizes expostas ao sol tendem a ficar com aspecto desagradável e escurecido, comprometendo toda a estética da região.
Quando for tomar sol, o ideal é passar um protetor com alto fator de proteção contra os raios UVA e UVB, reaplicando o produto de tempos em tempos.

Mantenha a pele bem hidratada
A hidratação precisa ser tanto interna quanto externa.
De maneira externa, fazer uso de cremes hidratantes e pomadas especificadas para cicatrizes podem ajudar a manter a hidratação e aparência da pele melhorada.
No quesito interno, beber pelo menos 2 litros de água por dia é essencial – embora nem todas as pessoas levem isso a sério.
Com os espaços celulares preenchidos por água, o enrugamento da cicatriz tende a ir embora, deixando a pele mais lisinha e não tão marcada.

Massageie a cicatriz
Fazer leves massagens na cicatriz (pelo menos uma vez por dia) é ideal para deixar a circulação ativa, ajudando a distribuir todo o colágeno tecidual.
Se você estiver caprichando na alimentação rica em colágeno, tais massagens tendem a ser ainda mais eficientes, colaborando ainda mais para sua cicatriz não ficar tão indesejável – principalmente com a chegada do envelhecimento.

Outros aspectos importantes
Além de comprometerem a estética corporal, as cicatrizes de queimaduras podem gerar problemas funcionais, comprometendo o bem-estar.

Desta maneira, pensar em tratamentos que sejam efetivos para melhorar o aspecto das cicatrizes e aumentar a qualidade de vida do paciente são essenciais.

Dependendo da gravidade, simples cremes tópicos ou injeções de corticoides podem resolver o problema. Mas em algumas situações, apenas a cirurgia plástica reparadora pode ajudar.

Procurar um dermatologista é o primeiro passo para iniciar o seu tratamento, não deixe de consultá-lo!

Fonte: AesCare

SE INSCREVA E ATIVE O SININHO NO NOSSO CANAL NO YOUTUBE

 

 

Veja Também

CHOQUE ELÉTRICO TERIA LEVADO À ÓBITO HOMEM QUE FAZIA MANUTENÇÃO EM TELHADO DE RESIDÊNCIA EM RIO VERDE-GO

Foi encontrado hoje, quarta feira (06),  o corpo de um homem em cima de um …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *