Início » Notícias » Agronegócio » Comigo cobra melhores condições de investimento para o produtor rural

Comigo cobra melhores condições de investimento para o produtor rural

Durante abertura da Tecnoshow 2018, realizada na manhã desta segunda-feira (9), em Rio Verde, região sudoeste de Goiás, o presidente da Cooperativa Agroindustrial dos Produtores Rurais do Sudoeste Goiano (Comigo), Antônio Chavaglia, cobrou das autoridades melhores condições econômicas para o produtor rural. Segundo ele, apesar das boas condições de mercado neste ano e da expectativa de movimentar R$ 1, 7 bilhão na feira, a categoria enfrenta dificuldades para realizar investimentos.

“Precisa investir em armazém, máquinas e equipamentos, mas não há viabilidade econômica. As autoridades precisam verificar essas altas nas taxas de juros. A Selic está a 6,5 % e juros a 8,75%, inviabilizam qualquer investimento”, analisou.

Chavaglia alertou ainda que que os altos juros e preços dos maquinários travam as possibilidades de crescimento do setor. Ele explicou que os preços das máquinas agrícolas chegam a altas de até 150%. Segundo ele, esse aumento de preços também prejudica o crescimento dos produtores.

“Essas altas fazem com que o produtor perca capacidade de investimento e muitos não tem condições de comprar máquinas e equipamentos nesse preço”, disse.

Crescimento econômico

O governador José Eliton (PSDB), que compareceu ao evento, destacou a importância da feira para o setor de agronegócios. Segundo ele, a Tecnoshow 2018 proporciona oportunidades de crescimento econômico para o produtor e para o estado.

“É um evento extremamente relevante para a economia do estado e, consequentemente, da região sudoeste […]. Tem um forte impacto no produtor rural na medida em que oferta um conjunto de palestras extremamente expressivas para a produção no campo e é uma feira tradicional”, avaliou.

Eliton abordou ainda as demandas da região por melhor fornecimento de energia e que o governo deve se ater à questão. Nesse sentido, o governador anunciou investimento de R$ 6 milhões que devem ser feitos em Rio Verde através do programa Goiás na Frente.

Ainda conforme o político, parte dos investimentos programados devem ser aplicados nas rodovias estaduais da região, alvo de reclamações dos produtores, já que representa dificuldade de escoamento da produção.

“Temos todo um processo de planejamento de intervenções da Agetop nas rodovias não pavimentadas e assim que o período chuvoso permitir, todas as máquinas estarão já entrando para dar a condição plena de trafegabilidade”, alegou.

Fonte: G1

Veja Também

Homem é preso suspeito de chefiar laboratório para tráfico de drogas e oferecer R$ 100 mil à polícia

Um homem foi preso suspeito de comandar um laboratório para a produção de drogas no …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *