Conheça o sintoma surpreendente de câncer de intestino que pode aparecer no rosto

Um dos sintomas menos divulgados do câncer de intestino pode ser a anemia, caracterizada pela produção insuficiente de glóbulos vermelhos saudáveis pelo sangue.

A anemia pode ser desencadeada pelo sangramento no trato digestivo causado pelo câncer de intestino, resultando na presença de sangue nas fezes.

Com o tempo, a perda de sangue pode se agravar, levando a baixas contagens de glóbulos vermelhos, conhecidas como anemia.

Além disso, o câncer de intestino pode ocasionar deficiência de ferro no organismo, contribuindo para a doença.

Como se manifesta esse sinal no rosto?

Os sintomas de anemia podem refletir na coloração da pele do rosto, tornando a pessoa mais pálida do que o normal.

É provável também que a pessoa sinta intensa fadiga, falta de ar e dores de cabeça.

Apesar de a anemia poder alertar para a possibilidade de câncer de intestino, é fundamental destacar que não necessariamente indica a presença da doença, mas é crucial realizar uma avaliação médica se houver preocupações.

Outros sintomas de câncer de intestino

  • Mudança inexplicável no hábito intestinal (como evacuar com mais frequência ou ficar mais constipado)
  • Sangue nas fezes
  • Perda inexplicável de apetite
  • Perda de peso inexplicável

É relevante destacar que há outras condições médicas que podem apresentar sintomas semelhantes aos mencionados anteriormente. Apresentar alguns desses sinais não implica necessariamente ter câncer, sendo fundamental buscar a orientação de um médico, que solicitará exames para investigar as possíveis causas.

O câncer de intestino, também conhecido como colorretal, afeta a porção inferior do sistema digestivo, incluindo o intestino grosso e o reto. Essa forma de câncer representa aproximadamente 10% de todos os casos, com 1,9 milhão de novos diagnósticos anuais e 935 mil óbitos, conforme dados do levantamento Globocan da Organização Mundial da Saúde (OMS).

A patologia tem início como um tumor sólido, geralmente originando-se de pólipos, que são pequenos crescimentos no revestimento interno da parede intestinal. Os estágios do câncer colorretal variam desde o estágio I, em que o câncer invadiu toda a parede intestinal, mas não a atravessou, até o estágio IV, quando a doença se disseminou para órgãos distantes, como fígado ou pulmões.

Com informações de Catraca Livre

Check Also

URGENTE: em pesquisa AtlasIntel, Pablo Marçal já ultrapassa Tabata e aparece em terceiro colado em Nunes; veja números

Guilherme Boulos, deputado federal e pré-candidato à Prefeitura de São Paulo pelo PSOL, lidera as …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *