Dólar sobe e volta a bater 5 reais

Por volta das 9h40, a divisa subia 0,53%, a R$ 5,01. Mas o dólar não encerra um pregão acima dessa marca desde o início de junho.

 

O movimento acompanha os ganhos recentes, influenciado pelos temores de juros mais altos por mais tempo nos Estados Unidos.

Na véspera, o dólar acumulou alta de 0,46% e fechou o pregão a R$ 4,98, em meio a pressões globais e domésticas.

Entenda a alta

Para a economista do Banco Ourinvest, Cristiane Quartaroli, a alta na divisa se deu principalmente pela alta dos juros dos treasuries, os títulos do Tesouro dos Estados Unidos.

“Além disso, há mais outros dois fatores que podem ter trazido a aversão ao risco no mercado na parte da tarde. Um deles é a preocupação com aumento no preço do petróleo, por conta de problemas envolvendo a Rússia, e também uma preocupação com a desaceleração da economia chinesa”, afirma.

Também citando a pressão dos papéis do Tesouro dos EUA, Elcio Cardozo, especialista em mercado de capitais e sócio da Matriz Capital, destaca que o dólar sobe ante as demais moedas globais, e que a divisa brasileira ainda apresenta uma das menores desvalorizações.

“Com a valorização dos treasuries, os investidores tendem a buscar esses prêmios maiores em ativos de baixo risco, como é o caso dos títulos de dívida emitidos pelos Estados Unidos e, com isso, o dólar tende a se valorizar em todo o mundo”, pontua.

FONTE: terrabrasilnoticias.com

Check Also

Ronnie Lessa já reduziu pena em 200 dias lendo livros

foto: reprodução Ronnie Lessa, ex-policial militar e suspeito do assassinato da vereadora Marielle Franco e …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *