Exército envia blindados para reforçar fronteira com Venezuela e Guiana

foto: Exército

O exército brasileiro finalizou o envio de 28 blindados a Roraima para reforçar a segurança na fronteira com Venezuela e Guiana. A ação faz parte da Operação Roraima, que tem enviado equipamentos militares para a região amazônica. Segundo o Exército, o projeto prevê o aumento em 10% do efetivo de tropas no Comando Militar do Norte e no Comando Militar da Amazônia.

Além disso, a estrutura da unidade militar de Roraima tem sido ampliada de esquadrão para regimento, com 600 militares.

O reforço na fronteira pelo Brasil teve início após a escalada de tensões entre Venezuela e Guiana causada pela disputa pelo território de Essequibo, aprovada inclusive em referendo pelos venezuelanos. O território voltou a ser reclamado pelo governo da Venezuela no ano passado.

A disputa vem pelo menos desde 1899, quando Essequibo foi entregue à Grã-Bretanha, que controlava a Guiana na época. A Venezuela, no entanto, não reconhece essa decisão e sempre considerou a região “em disputa”. O local é rico em petróleo.

Em 1966, as Nações Unidas intermediaram o Acordo de Genebra – logo após a independência da Guiana –, segundo o qual a região ainda está “por negociar”.

Em dezembro do ano passado, os presidentes da Venezuela, Nicolás Maduro, e da Guiana, Irfaan Ali, se comprometeram a não usar a força para resolver a controvérsia. O Brasil ajudou a mediar o encontro e uma nova reunião entre os dois presidentes deve ocorrer até março deste ano para continuar as negociações.

* Com informações da Agência Brasil.

Check Also

Saiba quem é o pastor que fazia ‘unção’ de órgãos genitais e tinha relações com fiéis

Preso preventivamente, o pastor Sinval Ferreira (foto em destaque), 41 anos, é o religioso alvo da …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *