Fundador do Hamas pede que todos os muçulmanos no mundo iniciem uma Jihad contra inimigos do Islã na próxima sexta-feira

Na terça-feira (10), o ex-chefe do Hamas e um dos fundadores do grupo terrorista palestino, Khaled Meshal, publicou um discurso no YouTube voltado para todos os mulçumanos do mundo.

Em vídeo, Meshal pediu aos muçulmanos de todo o mundo que demonstrem raiva, especialmente na próxima sexta-feira (13), nos países muçulmanos e também entre a diáspora muçulmana em todo o mundo.

O terrorista chamou o dia de “a sexta-feira da inundação de Al-Aqsa”, e disse que isto enviaria uma mensagem de raiva aos sionistas e à América.

Meshal também pediu ajuda financeira a todos os muçulmanos em todo o mundo; para ajudar com seu dinheiro, ele chamou isso de “Jihad Financeira”.

Ele ainda pediu aos muçulmanos que doassem aos combatentes de Gaza para compensá-los pela destruição.

O ex-líder do Hamas ainda pediu pressão política, dos líderes muçulmanos e das nações muçulmanas, para impedir a invasão militar de Israel em Gaza

No vídeo, Meshal ainda pediu a todos os muçulmanos ao redor do mundo para levar a Jihad (guerra santa muçulmana; luta armada contra os infiéis e inimigos do Islã) pelas suas almas, lutar e ser mártires por Al-Aqsa (local importante para judeus e muçulmanos).

Ele defendeu quer que os muçulmanos lutem contra os judeus, começando pelos muçulmanos que vivem nos países que rodeiam Israel: Jordânia, Síria, Líbano e Egipto (mas também outros países), que vão até às fronteiras e tentem entrar, cada um pelos seus próprios meios.

Este é o momento para a Jihad ser aplicada no terreno e não apenas na teoria, afirmou o terrorista.

Meshal pediu aos “guerreiros santos” do Jihad que viajassem em longas caravanas para derramar seu sangue na terra da Palestina.

“Os fundos são importantes, mas hoje pedimos que o vosso sangue e as vossas almas [sejam sacrificadas pela Palestina]”, finalizou na gravação.

Check Also

Saiba quem é o pastor que fazia ‘unção’ de órgãos genitais e tinha relações com fiéis

Preso preventivamente, o pastor Sinval Ferreira (foto em destaque), 41 anos, é o religioso alvo da …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *