Goiás está entre os 10 maiores estados do mercado imobiliário do País

Goiás é a nona economia do País mas, quando se fala em mercado imobiliário, o estado dispara na frente. Ele fica com a sétima colocação entre as unidades da federação que mais contrataram financiamento habitacional nos anos de 2021 e 2022. Os dados são da Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip). Ainda segundo a instituição, que desenvolve o Índice Geral do Mercado Imobiliário Residencial, Goiânia obteve, desde 2014, a segunda maior valorização acumulada de seus imóveis residenciais na série histórica, entre as nove capitais com maior movimentação no setor, ficando atrás apenas de São Paulo: 161,78 ante a 184,55.

 

O índice é calculado em parceria com o Instituto Brasileiro de Economia (IBRE), da Fundação Getúlio Vargas (FGV), e os valores dos imóveis são calculado com base nos laudos de imóveis financiados pelos bancos. O Censo 2022 do Instituto Brasileiro de Geografia de Estatística (IBGE) trouxe luz e estes números. A cidade se tornou a 10ª mais populosa do País, com 1,437 milhão de habitantes e a 10ª com maior número de domicílios, na comparação com o Censo de 2010. Foi o terceiro maior aumento de domicílios, considerando as cidades mais populosas, com uma majoração de 172.223 novos lares.

 

De um lado, a cidade no centro do País e próxima a capital federal tem uma localização estratégica para os negócios, o que atrai os mais diversificados segmentos. Ainda jovem – Goiânia chegou aos 90 anos neste outubro de 2023 – possui ainda áreas disponíveis para a ocupação e verticalização nas regiões mais nobres. Na economia, Goiás se destaca, o que traz repercussão direta na capital. Segundo o Instituto Mauro Borges (IMB), o Produto Interno Bruto (PIB) goiano de 2022 apresentou crescimento de 6,6%, superando a expectativa de crescimento do PIB Nacional, que é de 2,9%.

 

Lançamentos
Toda essa pujança tem tornado a cidade palco de grandes lançamentos e de recorde de vendas, e a cidade tem se tornado um epicentro de lançamentos e empregos, que estão proporcionando um contorno estético interessante ao cenário urbano.

 

Reconhecida por sua atuação no segmento de alto padrão, a Opus Incorporadora já construiu 752.446 metros quadrados ao longo de sua história, mas, até 2027, irá produzir mais  550.646  metros quadrados. Ou seja, nos próximos quatro anos irá construir um número correspondente a 70% da produção entregue ao longo de seus 17 anos de história.

 

Mesmo com uma taxa de juros alta, quando os investimentos costumam migrar para o mercado financeiro, a empresa fez, neste ano, o maior lançamento de história do mercado Goiano, o Cidade Opus, que vendeu 85% das unidades da primeira fase, ainda no pré-lançamento. O empreendimento ocupará uma área de 7,7 mil metros quadrados e gerará mais de 1 mil empregos diretos e indiretos durante sua construção.

 

Inspirado em tendências mundiais, o mixed use trará um espaço para morar, trabalhar, fazer compras e ter lazer. O empreendimento inclusive ganhou Prêmio Master Imobiliário neste ano, considerado o Oscar do setor no País, sendo organizado pelo Secovi de São Paulo e a Federação Internacional Imobiliária no Brasil (FIABCI Brasil).

 

Serão três torres, uma de residências compactas de até 47 metros quadrados, a Gyro Cidade Opus, uma de salas e lajes corporativas de 45 a 745 metros quadrados, a Corporate Center. A última, batizada como Sync e com apartamentos maiores, de 69 a 117 m², será lançada em 26 de outubro. “A aceitação foi tão positiva que vamos antecipar  o lançamento da terceira torre do projeto Cidade Opus”, comenta Gabriel Santos, gerente comercial da Opus.

 

Seu endereço no Setor Marista é considerado icônico na cidade, já que é ponto de encontro de diferentes vocações da cidade. “De um lado, o projeto tem o acesso da Avenida Mutirão, que é o portal da via agro de Goiânia. De outro, tem a Avenida Ricardo Paranhos, símbolo do luxo e do bem-estar. Tem uma das ruas ligadas a um dos bairros mais adensados e nobres da cidade, o Setor Bueno. O terreno ainda tem um ponta ligada a uma das avenidas históricas da capital, a 85, que dá acesso aos bairros mais nobres da capital”, descreve Dener Justino.

 

Na base, um boulevard shops, definido como uma ilha de vitalidade. Para garantir a qualidade do espaço, o mix de lojas foi definido pela Opus, que permanecerá na gestão do centro de compras após a entrega. O arquiteto Frederico Bretones, que assina o projeto, lembra ainda a transformação urbana no cruzamento da Avenida 85 com a Mutirão, um endereço icônico em Goiânia. “Será uma interferência urbana capaz de expressar e valorizar a importância desse entroncamento para a cidade e torná-lo mais do que uma passagem de carros”, define.

COMUNICAÇÃO SEM FRONTEIRAS
Raquel Pinho e equipe
Para falar com a gente: 62-3522 3163 | 62-99915 5713
Whatsapp: 62 – 99900 0328 | 62 98273 0096 | 62 99919 9659 | 62 9199-2662
Instagram: @comunicacaosemfronteiras
Twitter:@semfronteirasc1
FB:/semfronteirascomunica

Check Also

Ronnie Lessa já reduziu pena em 200 dias lendo livros

foto: reprodução Ronnie Lessa, ex-policial militar e suspeito do assassinato da vereadora Marielle Franco e …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *