Hamas matou mulher sobrevivente do Holocausto

Israel confirmou na rede social X, antigo Twitter, que Gina Smiatich, nascida na então Checoslováquia em 1933 e sobrevivente do campo de concentração estabelecido pelos nazistas na cidade de Terezín, perto de Praga, foi assassinada a tiros pelo Hamas no massacre de 7 de outubro em Israel.

“Gina (90) sobreviveu ao Holocausto infligido pelos nazistas contra os judeus.

Ela testemunhou as atrocidades que ceifaram a vida de 6 milhões de judeus.

Na semana passada, terroristas do Hamas invadiram a sua casa em Israel e mataram-na a tiros.

Ela foi assassinada a sangue frio.

Que sua memória seja uma bênção.”

Segundo o Memorial de Teresín, o corpo de Gina foi encontrado pelas forças israelenses à porta da sua casa no Kibutz Kissufim, a poucos quilômetros da fronteira com Gaza.

O massacre de 7 de outubro foi o maior genocídio de judeus desde o Holocausto. Mas, em sua moral invertida, o PT acusou de “genocídio” a vítima do terror e inventou “sequestros de civis” cometidos por Israel.

 

Fonte: O antagonista

Check Also

Ronnie Lessa já reduziu pena em 200 dias lendo livros

foto: reprodução Ronnie Lessa, ex-policial militar e suspeito do assassinato da vereadora Marielle Franco e …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *