Ipasgo retoma realização de cirurgias e consultas eletivas durante a pandemia; veja regras

O Instituto de Assistência dos Servidores do Estado de Goiás (Ipasgo), plano de saúde dos servidores estaduais, retomou a realização de consultas, cirurgias e procedimentos eletivos – aqueles que não são considerados de urgência ou emergência – durante a pandemia. No entanto, algumas regras foram estipuladas para não atrapalhar os atendimentos aos casos de coronavírus.

Tais procedimentos tinham sido suspensos, conforme o órgão, por orientação da Organização Mundial de Saúde (OMS). As novas normas foram discutidas com entidades vinculadas aos profissionais da saúde. O instituto informou que, se houver um “aumento descontrolado” dos casos de coronavírus em Goiás, todas as medidas com relação a estes atendimentos podem ser revistas.

Segundo o Ipasgo, os procedimentos eletivos serão retomados de forma gradual e com regras de segurança. Para a liberação destes processos, será necessária a inclusão de um termo de consentimento assinado tanto pelo profissional de saúde como pelo paciente. O documento está disponível no site do órgão.

Pacientes eletivos que demandem atendimento pós-cirúrgico em leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) devem evitar agendamentos por enquanto, principalmente, nos casos de pessoas que integrem os grupos de risco, segundo o Ipasgo.

Para esses grupos, que incluem pessoas acima de 60 anos, hipertensos, diabéticos e portadores de doenças crônicas, a orientação é a procura de atendimento eletivo somente para casos “estritamente necessários”.

Consultas

Em relação às consultas, a principal orientação é no sentido de evitar aglomerações. Para isto, foram estipuladas normas de atendimento:

  • Intervalo mínimo de 30 minutos entre o atendimento de cada paciente;
  • Distanciamento mínimo de dois metros entre as pessoas;
  • Uso de equipamentos de proteção individual (EPI’s) pelos prestadores, colaboradores e usuários;
  • Disponibilização de álcool 70% nas recepções e locais com passagem de pessoas;
  • Aferição de temperatura dos pacientes com termômetro infravermelho;
  • Higienização do ambiente onde é realizado o procedimento eletivo.

Fonte: g1

Check Also

URGENTE: em pesquisa AtlasIntel, Pablo Marçal já ultrapassa Tabata e aparece em terceiro colado em Nunes; veja números

Guilherme Boulos, deputado federal e pré-candidato à Prefeitura de São Paulo pelo PSOL, lidera as …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *