Início » Destaque Geral » JUSTIÇA MANTÉM PRISÃO DE ADVOGADO SUSPEITO DE ESTUPRAR MENINA, EM RIO VERDE-GO
(foto: reprodução / whatsapp)

JUSTIÇA MANTÉM PRISÃO DE ADVOGADO SUSPEITO DE ESTUPRAR MENINA, EM RIO VERDE-GO

A justiça decidiu manter a prisão do advogado suspeito de estuprar uma menina de 7 anos dentro de uma piscina, em Rio Verde. A decisão aconteceu durante audiência de custódia realizada na última terça-feira (05/11).

Conforme a decisão, o advogado Edson Eduardo Azeredo, de 49 anos, deve continuar preso até pelo menos o fim das investigações. Ele deve ser acusado por estupro e vulnerável e, ainda, importunação sexual.

A Ordem dos Advogados do Brasil, em Rio Verde, também acompanha o caso e ele será avaliado pelo Comitê de Ética e Disciplina, caso seja comprovada a suspeita, o homem pode chegar a perder o registro de advogado.
A defesa do suspeito aguarda a conclusão das investigações para saber as provas que a Polícia Civil teve acesso e, então, se manifestar. Ele teria passado a mão nas partes íntimas da criança por cerca de oito vezes.

Relembre o caso do caso do advogado suspeito de estuprar menina, em Rio Verde

Um homem foi preso na manhã do último domingo (3/11) suspeito de estuprar uma criança de 7 anos dentro de uma piscina de um clube, no Setor Pausanes, em Rio Verde.

O homem, de 49 anos, teria abusado da menor enquanto tomavam banho na piscina, por várias vezes ele teria passado a mão nas partes íntimas da criança, que relatou o ocorrido aos pais.
A Polícia Militar foi acionada para efetuar a prisão do homem, que tentou fugir do local, mas não conseguiu e acabou sendo preso em flagrante.
Conforme informações, a menina relatou que no momento que tomava banho em umas das piscinas do clube, o autor começou a passar a mão em suas partes íntimas e a acariciar, isso por cerca de oito vezes.
A menina então relatou o ocorrido pais e, ao se aproximarem da criança, que estava dentro da piscina, presenciaram o homem tocando as partes íntimas da menina, que chorando muito, contou em detalhes tudo que aconteceu, confirmando assim os fatos de estupro de vulnerável.
Os pais então acionaram a polícia e os vigilantes e populares tentaram segurar o homem até a chegada dos agentes, mas não conseguiram. Eles então fizeram a vigilância no parque para que o homem não saísse.
Quando a polícia chegou, o suspeito tentou fugir, mas não conseguiu e foi capturado. A equipe policial precisou usar a força para efetuar a prisão, pois o mesmo ofereceu resistência.

Fonte: Dia Online

Veja Também

Peste suína continua se espalhando na Ásia e na Europa

A peste suína africana, que dizimou a população de porcos em quase toda a Ásia …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *