Início » Notícias » Agronegócio » Nova Ferramenta Impulsiona Proteção de Cultivos em Vinhedos
Imagem créditos: Arquivo

Nova Ferramenta Impulsiona Proteção de Cultivos em Vinhedos

Uso de drone pode “driblar” algumas dificuldades do setor
Imagem créditos: Arquivo

As aeronaves de controle remoto, conhecidas popularmente como drones, começaram a ser usadas por viticultores dos Estados Unidos como uma nova ferramenta que impulsiona proteção de cultivos em vinhedos. De acordo com o portal agropages.com, a escassez de mão-de-obra, bem como condições climáticas e do solo únicas, combinam-se para criar desafios significativos para o setor.

De acordo com Brittany Pederson, diretora de Viticultura da Renteria Vineyard Management LLC, “resultados fortes” advindos dos testes que ela conduziu em vários locais de vinhedos e na Universidade da Califórnia, Oakville Experimental Vineyards de Davis no início desta década levou ao uso do drone nas vinhas que ela supervisiona. O interesse de Pederson no potencial que o drone pode ter como uma ferramenta para viticultores demonstra que as máquinas podem desempenhar um papel significativo no avanço da produção de uvas, diz.

Pederson afirma que seu interesse em aeronaves pilotadas remotamente foi despertado quando, cerca de cinco anos atrás, ela tomou conhecimento da pesquisa que a UC Davis apresentou em associação com a Yamaha Motor Corporation. A Yamaha estava estudando a viabilidade de aplicar proteção química de safra às videiras usando seu veículo de pulverização agrícola remotamente pilotado RMAX. Vendo o drone exibido em uma apresentação da UC Davis “Grape Day” para os profissionais de vinhedos, Pederson ficou intrigada.

“Este pequeno helicóptero era interessante para mim, mas também parecia um pouco louco. Isso vai contra tudo o que fizemos no passado, mas eu pensei ‘vou provar de qualquer forma’. Como viticultora, eu tento ser uma pensadora criativa, para encontrar maneiras melhores de ser eficiente no que estamos fazendo, então estou sempre interessada em coisas novas quando olho para questões desafiadoras e tentando descobrir como resolver elas”, comenta.

Por: Agrolink -Leonardo Gottems

Veja Também

NASA pode levar o seu nome para Marte em 2020; veja como

Não, você não entendeu errado. A agência espacial disponibilizou esse serviço ? que é aberto …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *