Início » Destaque Coluna » Padrasto é preso suspeito de matar enteado sufocado com travesseiro, em Águas Lindas de Goiás

Padrasto é preso suspeito de matar enteado sufocado com travesseiro, em Águas Lindas de Goiás

Um jovem de 22 anos foi preso suspeito de matar o enteado de 2 anos asfixiado com um travesseiro, em Águas Lindas de Goiás. O corpo do menino tinha vários machucados e possíveis sinais de violência sexual. À polícia, o homem confessou o crime e disse que tentou socorrer a criança.

A Polícia Militar foi chamada na terça-feira (5) à casa onde a família morava. A equipe foi informada que um menino estava desacordado e o padrasto tentava reanimá-lo, mas não estava conseguindo.

Quando os policiais chegaram, souberam que o padrasto tinha levado a criança ao hospital por conta própria.

A criança, identificada como Gael Henrique do Nascimento Ribeiro, foi atendida, mas não resistiu e morreu na unidade de saúde. Aos médicos, os familiares relataram que encontraram a criança na cama, desacordada. Ele estava com mãos, pés e lábios roxos.

“O paciente apresentava lesões pelo corpo, em diversos locais”, diz o relatório médico. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal para analisar os machucados e determinar a causa da morte “e possível constatação de agressões físicas”.

O padrasto, Vinícius Cardoso de Araújo, foi preso e levado para a delegacia. Em depoimento, ele disse que sufocou a vítima com um travesseiro e, logo depois, tentou reanimar o enteado. Ele também disse que ligou para a polícia, mas decidiu levar o menino ao hospital.

A mãe da criança disse por telefone que estava dormindo e acordou com a movimentação do companheiro tentando reanimar Gael.

Veja Também

Prefeitura abre cadastro para castração gratuita de cães e gatos, em Jataí

Em Jataí, donos de cães e gatos agora podem solicitar a castração gratuita dos seus …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *