Polícia Federal apreende 47 fuzis em mansão no Rio de Janeiro

Agentes da Polícia Federal (PF) apreenderam 47 fuzis e centenas de munições em uma casa situada em um condomínio de luxo na Barra da Tijuca, bairro nobre da zona oeste do Rio de Janeiro. Três homens foram presos em flagrante. 

A apreensão foi na tarde dessa terça-feira (10) e divulgada apenas à noite. A maior parte do armamento estava escondida em guarda-roupas e em malas distribuídas pelo imóvel. Armas e munições também foram localizadas dentro de três carros de luxo.

Dentro da casa, os policiais federais encontraram maquinários e uma estrutura para montagem e manutenção dos fuzis. Segundo os investigadores, o armamento seria distribuído para traficantes e milicianos que atuam em comunidades no estado do Rio.

Os presos e todo o material apreendido, incluindo os três carros, foram levados para a superintendência da PF.

Pela rede social X (antigo Twitter), o ministro da Justiça e Segurança Pública, Flavio Dino, escreveu que “estamos intensificando todas as ações possíveis para apoiar o Rio de Janeiro no trabalho da segurança pública. Temos colhido muitos resultados. Hoje [terça-feira] tivemos mais um.”

Desde segunda-feira (9), forças de segurança do Rio realizaram a Operação Maré, que combate a facção criminosa que atua no Complexo da Maré, conjunto de favelas na zona norte da cidade.

Nas primeiras horas deste terceiro dia de operação foram presas cinco pessoas e apreendidos cinco fuzis, de acordo com o governo do estado. Além da Maré, policiais estão em outras comunidades para onde criminosos teriam fugido.

“Criminosos não ficam dentro de casa aguardando a presença da polícia. Vão migrando de uma comunidade para outra. Por isso, estamos fechando o cerco”, afirmou o secretário de Polícia Civil, José Renato Torres.

As prisões foram feitas no Complexo do Chapadão, onde quatro fuzis foram encontrados. O quinto estava na Cidade Alta. Essas duas localidades também ficam na zona norte.

Desde o início da megaoperação foram presos 17 suspeitos, apreendidos mais de meia tonelada de maconha e drogas sintéticas, e 100 quilos de pasta base de cocaína, além de armas e 98 veículos. Dez toneladas de material usado para fazer barricadas foram retiradas das ruas das comunidades, segundo balanço divulgado pelo governo estadual. Os nomes dos presos não foram divulgados.

*Com informações de Polícia Federal

Check Also

Ronnie Lessa já reduziu pena em 200 dias lendo livros

foto: reprodução Ronnie Lessa, ex-policial militar e suspeito do assassinato da vereadora Marielle Franco e …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *