Projeto Horta Solidária recebe Casa de Beneficiamento de Hortifruti

A Casa de Beneficiamento de Hortifruti na Horta Solidária da Unidade Prisional de Jataí foi oficialmente inaugurada, fruto da parceria entre o Banco Municipal de Alimentos, vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania, e a Diretoria Geral de Administração Penitenciária (DGAP). Na ocasião, estiveram presentes a equipe técnica do banco de alimentos, a diretoria da UPR, os reeducandos e outros parceiros envolvidos no projeto. Juntos, compartilharam um café da manhã em reconhecimento à colaboração fundamental e ao esforço dos reeducandos, cujo empenho foi crucial na construção dessa importante estrutura.

A Casa de Beneficiamento de Hortifruti representa um avanço fundamental para a horta, garantindo que todos os alimentos colhidos passem por um processo de higienização antes de serem doados às entidades filantrópicas e aos núcleos de assistência social do município por meio do Banco de Alimentos. Sua estrutura simples, porém eficiente, inclui cobertura, piso de cimento queimado, duas bancadas azulejadas, dois tanques para higienização e uma balança para pesagem. Antes da doação, alimentos como alface, rúcula e tubérculos passam por um rigoroso processo de seleção, higienização e pesagem.

É importante destacar que os recursos financeiros para essa iniciativa foram viabilizados pelo projeto de extensão “Agriculturas Urbanas”, do Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, coordenado pela professora Marluce Sousa, do Instituto Federal de Goiás (IFG). O projeto teve como objetivo principal a criação e ampliação de hortas urbanas e pedagógicas, beneficiando instituições de ensino público, instituições federais de ensino superior, o banco de alimentos e duas unidades prisionais, incluindo a de Jataí.

Destacamos também a colaboração do Núcleo de Estudos em Agricultura Familiar (NEAF) da Universidade Federal de Jataí (UFJ), representado pela Servidora Mariza Dias, e os bolsistas Caio Gomes da Silva e Lucas Batista Passos, que acompanharam de perto o desenvolvimento da Horta Solidária. Além disso, o Núcleo de Estudos e Pesquisas em Meio Ambiente (NEPEMA) do IFG contribuiu significativamente para o projeto.

Em 2023, sob o acompanhamento técnico do Banco de Alimentos e com o apoio financeiro da Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania da Prefeitura de Jataí, foram colhidas mais de 4 toneladas de verduras, legumes e frutas. Esses alimentos foram essenciais para enriquecer a alimentação de diversas famílias em situação de vulnerabilidade social e alimentar, evidenciando o impacto positivo e transformador dessa iniciativa na comunidade.

FONTE: prefeituradejatai

Check Also

Saiba quem é o pastor que fazia ‘unção’ de órgãos genitais e tinha relações com fiéis

Preso preventivamente, o pastor Sinval Ferreira (foto em destaque), 41 anos, é o religioso alvo da …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *