Tribunal de Justiça de MG quer criar mais de 500 cargos para apadrinhados com salários de até R$ 23 mil

A cúpula do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) quer criar 521 cargos com salários de até R$ 23 mil sem que os novos funcionários precisem passar porconcurso público. Ou seja, eles ingressariam por indicações de integrantes da corte.

Uma minuta com o projeto de lei já aprovada pela Comissão de Organização e Divisão Judiciárias do tribunal também prevê a criação de outros 104 postos direcionados para servidores efetivos.

O impacto total das 625 vagas será de R$ 156,1 milhões em 2024, e de R$ 161 milhões em 2025, conforme contas do próprio TJMG. O projeto ainda será enviado para aAssembleia Legislativa de Minas Gerais(ALMG) para aprovação dos deputados estaduais. O TJMG disse que precisa dos cargos para a gestão de processos ao jornalFolha de S.Paulo.

TJMG queria a criação dos novos cargos ainda este ano

tjmg almg
O projeto ainda será enviado para a Assembleia Legislativa de Minas Gerais | Foto: Divulgação/ALMG

“A estrutura dos gabinetes de magistrados no Judiciário de Minas Gerais é composta por tais cargos, fundamentais à gestão de acervos enormes de processos, de modo que a criação dos referidos cargos é premissa à instalação de novas unidades judiciárias no estado”, disse otribunalem nota.

Inicialmente, o TJMG queria a criação dos novos cargos ainda este ano. A minuta aprovada já projetava gastos com as novas vagas para 2023, no valor de R$ 41,7 milhões. A minuta foi aprovada entre 27 e 31 de outubro por votação eletrônica.

A nota do Tribunal de Justiça de Minas Gerais também disse que “mais 100 cargos” serão extintos “em medida de reestruturação administrativa”. Mas a reportagem identificou o fim de 10 cargos na minuta aprovada. Todos eles de servidores concursados.

FONTE: terrabrasilnoticias.com

Check Also

Para metade dos brasileiros o Brasil está indo na direção errada; veja números da pesquisa

Uma pesquisa recente realizada pelo instituto Genial/Quaest revelou que metade dos brasileiros acredita que o …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *