A REGIÃO QUE MAIS CRESCE NO BRASIL saiba o que está acontecendo em seu estado:
Início » Destaque Geral » Mães inspiradoras de Jataí.

Mães inspiradoras de Jataí.

Escolhemos homenagear nossas mães jataienses, com esses belos depoimentos de mães que enfrentando seus próprios desafios, conseguem desempenhar com excelência, essa nobre missão de criar, educar, formar e inspirar vidas.

13164375_1286461208048809_8591973955186170224_n

Dirce Prado Freitas, 75 anos, 6 filhos, oito netos e uma bisneta,  conta o que significa para ela ser mãe. ” É a realização do mais belo sonho de amor; a maior graça que já recebi de Deus. Poder presenciar a continuação da nossa vida na vida dos nossos filhos!”.

Mãe do Oniel, filho por adoção e portador de deficiência mental, Dirce diz que jamais se sentiu uma mãe adotiva. “Na minha mente, no meu coração, recebi de Deus a graça de conceber seis filhos, a quem amo igualmente, sem distinção.”

Ao perguntarmos como é para ela ser mãe de um filho “especial”, responde-nos que é uma dádiva igualmente especial recebida de Deus. ” A partir do seu nascimento, os cuidados, as preocupações, os medos, insegurança, foram e são infinitamente maiores, querendo descobrir a melhor forma de suprir a todas as suas necessidades, na expectativa de poder protegê-lo dos perigos do mundo e a cada dia descubro que nada sei e nada posso. Ser mãe do Oniel, é um misto de felicidade e angústia ao mesmo tempo. Felicidade porque a cada dia aprendo com o meu filho. Com o seu carinho, sua ingenuidade e com o amor que ele demonstra por todos. E angústia, ansiedade, por não conseguir mantê-lo sempre perto da família.”

Por fim, Dirce deixa uma mensagem a todas as mães: ” Que todas as mães amem incondicionalmente a todos os seus filhos. Não se importando ou fazendo distinção pelas diferenças  entre eles. Lembrando sempre que todos são presentes de Deus e Ele nos dá a sabedoria para desempenhar a missão que nos confiou.”

Tamara

 

 

Tamara Betânia Jovânia de Damasco é gerente da unidade do SESC de Jataí. Mãe da Maria Eduarda, para ela  ser mãe é uma dádiva de Deus: ” O amor de mãe é o amor que mais se aproxima do amor de Deus. O amor de uma mãe pelos seus filhos é imensurável e eterno. É um prazer que sentimos por um ser que se parece conosco em algumas coisas e ao mesmo tempo tem pensamentos diferentes. É algo sério e também muito importante! Conciliar a tarefa de ser mãe com um trabalho que requer muita responsabilidade, não é tarefa fácil, mas ao mesmo tempo é muito bom porque  é uma oportunidade de dar exemplo para a minha filha,  de força, competência, de buscar realizações e sentir valorizada com o que faz. Nós como pais, devemos dar exemplo para os nossos filhos. Amá-los e educá-los para que se tornem pessoas responsáveis, honestas e íntegras. Desejo a todas as mães, todas as bênçãos que Deus possa derramar. Que todo conhecimento de Deus possa vir sobre elas. Todo cuidado, todo amor.”

Kênia

Kênia Patrícia M. O. Santana, trabalha como diarista e é mãe de quatro filhos. Como muitas mães teve que enfrentar de uma fora trágica a perda de um de seus filhos. ” Perder um filho é uma dor tão grande que não tem como explicar e expressar. Creio eu que só quem já passou por isso para saber…mas tenho certeza que até para passar por essa experiência com Deus do nosso lado é menos difícil, pois ele colocou em minha vida pessoas tão especiais que só ele pra pagar a elas por mim. Por essas pessoas que são a família Sara Nossa Terra eu tenho muita gratidão e através dessa experiência dolorida,  descobri uma força que eu não sabia que tinha e os filhos que ficaram me ajudaram muito, pois, querendo ou não, tendo força ou não, tenho que lutar por eles todos os dias. Abaixo de Deus, é nos meus filhos que encontro forças para me renovar a cada dia…Deus é minha fortaleza, meu tudo nessa caminhada. Minha força vem dos céus todos os dias! Do amor que sei que ele tem por mim.”

Mesmo assim  Kênia diz que ter se tornado mãe,  foi a melhor coisa que aconteceu para ela. ” É um sentimento único, realmente uma dádiva de Deus em minha vida. Não tenho palavras para descrever esse sentimento de tão grandioso que é. Não vivemos para nós e sim para eles, e faço com muito prazer, tudo para que a vida deles seja a melhor do mundo! Me desdobro em mil por eles e se tivesse 10 vidas, daria a eles 11…Para aqueles que já passaram por experiências difíceis como a minha, que busquem a força em Deus, pois ele pode fortalecê-las todos os dias. E para as outras, que não sejam mães más, pois só assim os filhos vão valorizá-las e com certeza serão pessoas de bem no futuro. Um feliz dia das mães para todas as guerreiras do nosso país!”.

Vânia

Vânia Carmem é mãe de dois filhos, professora do curso de Letras Português da UFG, formada em Pedagogia e Letras Português, especializada em Educação Brasileira, possui Mestrado em Linguística, Coordenadora do Pibid- letras Português e Coordenadora do centro de Línguas da Área de Leitura e Produção textual. Mãe de dois filhos, Vânia diz que: ” Ser mãe é muito mais do que um aspecto meramente biológico, do que dar à luz. Eu vejo a função de ser mãe como àquela que vive as dificuldades com os filhos. Não a mãe que padece no paraíso, um tabu que existe há muito tempo. É a função de acompanhar os filhos, de sofrer com eles, de ver as possibilidades. É um compartilhar. Uma ação de partilha. Para mim, a educação me ajudou a pensar o que é ser mãe. Porque antes, eu tinha uma visão superficial e restrita, àquela que advém do senso comum. E não é bem assim, padecemos não no paraíso, mas na vida  real mesmo. Vivemos a realidade do dia a dia como qualquer outra pessoa. A educação me ajudou a ampliar a  visão do que é ser mãe, a alargar meus horizontes. Criei meus filhos praticamente sozinha, pois fiquei viúva e nessa época pude contar com o apoio dos meus pais. Eu me sinto feliz,  pois posso ver a minha continuidade na vida dos meus filhos. Aprendo muito com eles e fico feliz de saber que eles também estão procurando ajudar a humanidade. Minha filha também é educadora e meu filho trabalha nos correios. Há um aprendizado mútuo entre nós. Àquela ideia, de que os pais só ensinam, estão sempre certos, não vejo bem assim. É como dar aula, não fazemos um plano e seguimos como uma cartilha. É sempre flexível. Vamos errando e aprendendo. Aprendemos muito com os erros. Às vezes apenas as mães são responsabilizadas por situações de abandono e esquecemos que houve a participação de um pai que também é responsável. Infelizmente o machismo ainda impera na nossa sociedade e precisamos romper com essa visão.”

Para finalizar, Vânia faz sua homenagem a todas as mães: “Gostaria de parabenizar as mães em geral e especialmente àquelas que conseguiram criar seus filhos sozinhas. Que cumpriram o papel de pai e mãe, e conseguiram educar e colocar os filhos na sociedade como pessoas de bem. Parabéns a todas as famílias de uma forma geral e aos homens que fazem o papel de mãe. Aos que adotam filhos que não são seus e os consideram como próprios. Aos que têm dois pais, ou duas mães. Procurem sempre formar pessoas de bem. Que todos consigam superam todas as dificuldades. Feliz domingo do dia das mães!

“Nós do Portal Centro Oeste desejamos a todas as mães, Um feliz dia das mães! Parabéns!”

Veja Também

Carvalhinho: autistas devem ter atendimento prioritário

O vereador Agustinho de Carvalho Filho, o “Carvalhinho”, propôs ao executivo o envio de um ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *